MANEIRAS INTELIGENTES DE APLICAR IDÉIAS SUSTENTÁVEIS


Sustentabilidade na publicidade tem se tornado cada vez mais um meio evidente de se obter resultados positivos quando o assunto é conscientizar a sociedade. As formas que propagandas do tipo tem sido elaboradas são das mais criativas possíveis, inovando e surpreendendo na maneira de mecher com o subconsciente das pessoas para a responsabilidade que devemos ter com o verde. Abaixo leia um pouco sobre essa tal de "publicidade verde" em nosso dia-a-dia, em destaque, como forma de superar a crise econômica:
A crise está estampada nos jornais todos os dias e mostra conseqüências mais ou menos profundas, dependendo do setor da economia. Apesar de um clima de ameaça contagiando corações e mentes, há oportunidades, aprendizagens e possibilidades de evolução em diversas áreas, entre elas a da sustentabilidade.

Sustentabilidade apresenta uma grande arma de superação da crise, a começar pelo resgate de princípios éticos e de valores que devem orientar os negócios. Além de ser atitude, estratégia e inovação da empresa, sustentabilidade dá resultados concretos e se traduz em práticas e processos de trabalho. Diminui custos, reduz riscos, principalmente futuros, evita desperdícios, melhora relacionamentos e gera lucros.

Como? Vamos tomar o setor de varejo como exemplo, onde empresas de qualquer porte têm processos sustentáveis mais rentáveis para implantar. Começando pela construção “verde”, assim denominada porque privilegia a preservação ambiental como critério para projetos e obras de lojas, com iluminação natural, materiais de origem certificada, pé direito mais baixo, reuso de água, descarte de entulho etc. A construção sustentável tem um custo em média 15% mais alto, mas se justifica pela redução de custos operacionais já em curto prazo. Em 50 anos, a redução pode chegar a 80%.

Na logística e na operação da loja, iniciativas como o descarte de embalagens junto a cooperativas e indústrias de reciclagem geram emprego e renda. E trazem economias. Estudos apontam a possibilidade de descarte de lixo orgânico para a produção de biocombustível.

Muitas lojas, especialmente as de não alimentos, já utilizam as sacolas plásticas oxibiodegradáveis, que se degradam em contato com o ar, num prazo de até seis meses. Lojas de supermercados comercializam sacolas retornáveis e desenvolvem sacolas plásticas mais resistentes, mais caras, mas mais econômicas pela utilização em menor quantidade.

Consumidores têm se tornado cada vez mais conscientes e engajados, participando ativamente de programas de coleta seletiva de embalagens pós-consumo, adquirindo produtos orgânicos, produtos de marca própria sustentáveis ou de manejo sustentável, vindos de comunidades, cooperativas e associações de artesãos.
Colaboradores podem ser também alvo de práticas interessantes, desde o estímulo à participação no processo de sustentabilidade, até a adesão a programas de voluntariado e relacionamento comunitário. A empresa pode, ainda, posicionar-se como “parceira” na solução de problemas locais e no desenvolvimento das comunidades em que atua, investindo no futuro.

Sustentabilidade mostra-se, assim, como um objetivo para qualquer tipo de empresa e deve estar no centro do negócio. Não precisa deixar para depois ou esperar que outras prioridades estejam resolvidas para então pensar a respeito. O momento certo para implantar é agora. Os benefícios serão reais e crescentes, uma grande oportunidade para o comércio e consumo conscientes e para um verdadeiro “ganha – ganha” empresa e sociedade.

(Confira a matéria completa do InvestNE clicando aqui!)

De vários meios, a sustentabilidade tem ganhado mais espaço na mídia através da propaganda, gerando assim publicidade positiva que fará o consumir agir de forma mais respeitosa com relação ao meio ambiente e os cuidados que deve ter com o mundo. As vezes podemos não dar valor a pequenos atos de respeito com o verde, mas ao assistirmos a um comercial ou ler um anúncio que nós influencie a fazer diferente, podemos mudar nossas ações e idéias e percebermos que a partir de simples gestos podemos sim fazer a diferença.

(Foto: Walmir Queiroz - Flickr)

4 comentários:

Assis Jr 13 de novembro de 2009 17:28  

Muito bom o posto. Se não cuidarmos enquanto há tempo, no futuro pagaremos muitos mais caro. Cuidar do que é de todos, cooperar com o planeta, só temos a ganhar.

FabioSell 13 de novembro de 2009 17:54  

muito inteligente da sua parte =)

Beatriz Rosana 21 de novembro de 2009 03:42  

seu blog ta arrasando miguxinho...
tanto em layout como em conteúdo!
sempre vou passar por aki pra me informar sobre as novidades ;]
bj.

Pedro 30 de novembro de 2009 17:46  

Eu acho que é uma questão de pouparmos agora e de trabalharmos no que ainda temos, para no futuro não temos que gastar o dobro do nosso tempo com o que poderia ter sido resolvido de uma maneira mto simples.

Ruído Maior

Idéias voltadas ao Meio Ambiente, Cultura Pop e Sustentabilidade nunca andaram tão bem unidas durante os últimos anos. Novos modelos de consumo, tendências lançadas pela tecnologia vem tornando a sociedade cada vez mais globalizada. No meio de tudo isso ainda restam vestígios do que ainda pode ser feito para salvarmos nosso planeta de uma total explosão industrial por todos os lados, ruídos que andando lado a lado da publicidade conseguem reinventar conceitos e criar novos pensamentos.

Propaganda Sustentável

Vale a pena conferir!

Torne-se amigo!

Seguidores

eXTReMe Tracker